top of page

9 tendências de ITAM para 2024

Não podemos negar o foco corporativo atual na otimização de TI, o que agrega também a utilização de ativos e operações de ITAM. Essa prática, somada ao aumento da complexidade tecnológica no radar, estão inspirando muitas das tendências do ITAM para 2024. 


Continue lendo esse conteúdo e descubra as principais tendências de ITAM para 2024. 


  • Ser assertivo no "básico" do ITAM 

  • Compreender como a complexidade de TI influencia a complexidade de ITAM 

  • Atenção no Cloud Asset Management 

  • Crescimento das auditorias de fornecedores de software 

  • Direcionamento na otimização de ativos 

  • Aumento do uso de recursos de ITAM habilitados para IA 

  • A experiência do colaborador em foco 

  • Sanar as necessidades do Enterprise Service Management 

  • Assegure-se de que o ITAM executa seu papel em iniciativas corporativas de sustentabilidade 

As 9 principais tendência de Gestão de Ativos de TI para 2024 

Confira com detalhes cada uma das tendências de ITAM para 2024: 


1 - Ser assertivo no "básico" do ITAM   

O foco de 2023 foi a formalização das práticas de ITAM. Já em 2024, as empresas necessitam ir além, assegurando que, com a formalização, o básico também esteja sendo cumprido de forma assertiva.  


Quando falamos do básico do ITAM, estamos falando de múltiplas dimensões nesse ponto, incluindo pessoas, processos e tecnologia. 


Mas podemos começar com a necessidade te haver as pessoas corretas para realizar as tarefas de ITAM. Ser uma dessas pessoas não significa necessariamente ter as habilidades e o treinamento certos; mas também ter disponibilidade para dar ao ITAM a atenção que precisa (e merece). 

 

Já quando falamos do processo e da tecnologia, existem "must-haves" gerais e específicos que não podem ser negligenciados. Os "must-haves" gerais contemplam ter processos formalizados e documentados que são habilitados pela tecnologia, até mesmo recursos baseados em inteligência artificial (IA). 


Os principais recursos que toda prática de ITAM precisa executar em relação às suas responsabilidades: 

  • Recursos de descoberta de ativos em diferentes ambientes, incluindo infraestrutura de nuvem; 

  • Gestão de Estoques; 

  • Gerenciamento do ciclo de vida dos ativos; 

  • Gerenciamento de licenças de software, incluindo recursos de otimização de software; 

  • Service Asset Management, para a gestão de ativos não tangíveis, como subscrições; 

  • Relatórios e análises; 

  • Gestão de Fornecedores. 

 

Vale destacar que cumprir um ou dois dos requisitos acima não é "acertar o básico". Sua empresa necessita concentrar-se em fortalecer sua linha de base em todos eles. 


2 - Compreender como a complexidade de TI influencia a complexidade de ITAM 

O ITAM sempre foi um tema muito complexo de gerenciamento de TI para a maioria das empresas, principalmente quando não há o acesso a ferramentas de ITAM adequadas à finalidade. O aumento da complexidade dos negócios e da tecnologia e as mudanças em todo o cenário do local de trabalho também contribuem para essa equação. 


Exemplo disso são as políticas de negócios relacionadas a serviços de terceiros e ao uso de dispositivos pessoais (BYOD) de colaboradores, principalmente quando associadas ao trabalho remoto, dificultam o Gerenciamento de Ativos de Hardware e Software. Ou o uso de ambientes de nuvem e serviços de TI fornecidos em nuvem tornam a tela mais complicada. 


Um dos gargalos deste cenário, de acordo com Ben Strickland, diretor sênior de gerenciamento de produtos ITAM da RAY ALLEN, é que as empresas muitas vezes se concentram demais nos ativos com os quais o usuário final interage diretamente e podem esquecer o monitoramento da própria rede.  


Essas dificuldades não necessitam ser consideradas e incorporadas à estratégia de ITAM, porém também tornam o uso de ferramentas de ITAM adequadas ao propósito ainda mais vital, incluindo a capacidade de ver uma visão consolidada dos ativos e da posição corporativa em uma única visão. 

 

3 - Atenção no Cloud Asset Management   

De acordo com David Foxen, a adoção de thin clients, somado com ambientes em nuvem é são estratégias para que os usuários possam trabalhar remotamente e de forma mais eficaz, em vez de ter que ir ao escritório o tempo todo para cumprir suas tarefas. Isso significa menos foco em ativos físicos e mais nessas instâncias de nuvem. 


Por exemplo, pode surgir uma demanda de ITAM relacionada à identificação, catalogação e categorização de ativos na nuvem. É provável que surja a necessidade de um gerenciamento financeiro específico e otimização associados à nuvem, onde o dimensionamento automático não representa a única abordagem para otimizar os gastos nesse ambiente. 


Isso abrange as Operações Financeiras em Nuvem, também conhecidas como FinOps, uma prática cultural e modelo operacional que introduz responsabilidade financeira e Gestão de Custos no cenário de despesas variáveis da computação em nuvem. Essa abordagem auxilia as organizações na harmonização e sincronização de suas equipes de TI, Finanças e Negócios, proporcionando um controle mais eficaz e otimização dos custos associados à nuvem.

 

4 - Crescimento das auditorias de fornecedores de software 

A crescente complexidade do ITAM e a persistente incerteza financeira após a pandemia, que afeta várias organizações, incluindo os próprios fornecedores de software, resultarão em um aumento contínuo nas auditorias de fornecedores de software. 


Para resguardar sua organização de possíveis impactos negativos das auditorias de fornecedores de software, é fundamental: 


  • Dominar os princípios fundamentais do Gerenciamento de Ativos de Software, desde a descoberta até o Gerenciamento de Conformidade; 

  • Realizar e documentar auditorias internas de forma regular; 

  • Manter canais de comunicação abertos com os principais fornecedores de software; 

  • Possuir conhecimento básico sobre as cláusulas de auditoria presentes nos contratos com fornecedores; 

  • Estar preparado adequadamente para auditorias de fornecedores de software, incluindo a elaboração de planos de resposta; 

  • Educar a equipe sobre a importância da conformidade com o software. 

 

5 - Direcionamento na otimização de ativos 

A aderência às normas é o básico do Gerenciamento de Ativos de Software. Além disso, é cricial a otimização de todos os tipos de ativos. Este conceito engloba a administração e o planejamento estratégico de ativos, sejam eles físicos ou digitais, visando aprimorar a eficiência, reduzir custos, melhorar o desempenho e prolongar sua vida útil. 


A demanda por otimização de ativos foi identificada como o principal impulsionador para o ITAM na Pesquisa ITAM da Deloitte 2022-23. Os três principais impulsionadores foram: 


  • Otimização de custos (redução e contenção de custos) - 83% 

  • Minimização da exposição financeira em auditorias de fornecedores - 60% 

  • Possibilitação de uma visibilidade maior para garantir a gestão econômica e eficiente dos ativos de TI - 54%. 


Embora a otimização de ativos possa estar centrada principalmente nos custos, ela requer uma abordagem sistemática para avaliar, monitorar e manter os ativos, assegurando que sejam utilizados de maneira eficaz e proporcionem o máximo valor à empresa. 


6 - Aumento do uso de recursos de ITAM habilitados para IA 

O ITAM pode aproveitar-se da utilização de tecnologias baseadas em aprendizado de máquina e processamento de linguagem natural (NLP). 


Exemplos de casos de uso de IA no ITAM: 

  • Automatização da atualização de inventários de ativos de TI; 

  • Identificação de discrepâncias ou anomalias nos dados de ativos de TI; 

  • Análise de dados históricos para prever necessidades e tendências futuras de ativos de TI; 

  • Previsão de quando os ativos podem demandar manutenção ou substituição para promover uma abordagem ITAM proativa; 

  • Análise de padrões de uso para garantir a otimização dos recursos de TI; 

  • Identificação de potenciais ameaças à segurança dos ativos de TI, incluindo avaliações de vulnerabilidades; 

  • Análise de grandes volumes de dados de ativos para aprimorar as decisões estratégicas de ITAM; 

  • Modelagem de diferentes cenários para avaliar o impacto de várias estratégias de ITAM; 

  • Automatização do monitoramento de licenças de software para garantir conformidade; 

  • Automatização de processos de fluxo de trabalho ITAM. 


7 - A experiência do colaborador em foco   

Há uma crescente demanda no aprimoramento das experiências e a produtividade de seus colaboradores, e o Gerenciamento de Ativos de TI (ITAM) desempenha um papel fundamental nesse contexto. Ele contribui assegurando que os colaboradores tenham acesso aos recursos e tecnologias necessários para realizar suas tarefas, otimizando seu desempenho e disponibilidade, sem comprometer as exigências de segurança de TI da empresa. 


Esse suporte contempla hardware, software e serviços, sendo importante considerar as necessidades dos colaboradores remotos.  


O impacto do ITAM também se chega por várias fases do ciclo de vida dos colaboradores, colaborando na facilitação da integração e na resposta rápida a mudanças de função. Isso ocorre por meio da entrega eficiente de hardware, software e serviços em colaboração com a equipe de Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM). 


A frequência das atualizações tecnológicas também é um fator relevante. Por mais que o ITAM busque prolongar a vida útil dos ativos de hardware pessoal para economizar recursos, é necessário equilibrar essa prática com a necessidade de não comprometer a produtividade. 


8 - Sanar as necessidades do Enterprise Service Management   

Estender sua aplicação a outras áreas de negócios é uma estratégia para valorizar seus ativos corporativos de Gerenciamento de Ativos de TI (ITAM). De fato, os recursos de ITAM são frequentemente compartilhados quando uma abordagem de Gerenciamento de Serviço Empresarial (ESM) é adotada, como evidenciado no Relatório da Indústria de Gerenciamento de Serviço Empresarial Axelos de 2021. Neste relatório, o ITAM foi identificado como o terceiro recurso de Gerenciamento de Serviço de TI mais amplamente compartilhado, perdendo apenas para o Gerenciamento de Incidentes e o Gerenciamento de Solicitações de Serviço. 


Por mais que o Gerenciamento de Serviço Empresarial e o compartilhamento de recursos de Gerenciamento de Serviço de TI sejam geralmente percebidos como uma estratégia defendida pela TI, há cenários nos quais outras áreas de negócios, como Recursos Humanos (RH) e Instalações, necessitam de apoio para a gestão e otimização de ativos. Além disso, os dispositivos empresariais de Internet das Coisas (IoT) podem estar sob a responsabilidade de diferentes áreas de negócios em vez de TI, devido à sua fonte de financiamento. Em ambos os casos, as práticas e tecnologias de ITAM podem ser empregadas para uma gestão mais eficiente desses ativos. 


9 - Assegure-se de que o ITAM executa seu papel em iniciativas corporativas de sustentabilidade   

A aderência de iniciativas de sustentabilidade corporativa requer que as empresas de TI e suas práticas de Gerenciamento de Ativos de TI (ITAM) desempenhem um papel significativo. Embora a conexão entre ITAM e iniciativas de sustentabilidade possa não ser imediatamente evidente, existem diversas maneiras pelas quais as estratégias e práticas de Gestão de Ativos podem contribuir para aprimorar a posição de sustentabilidade de uma organização. Essas abordagens englobam: 

  

1. Melhoria da eficiência energética por meio da aquisição de ativos que reduzem o consumo de energia em data centers e ambientes de escritório; 

2. Fornecimento de informações sobre ativos que auxiliam a empresa na transição para serviços baseados em nuvem projetados com considerações sustentáveis; 

3. Priorização de fornecedores com práticas sustentáveis; 

4. Apoio às necessidades de trabalho remoto; 

5. Redução do desperdício tecnológico por meio de descarte responsável, programas de reciclagem e extensão da vida útil do hardware. 

5 visualizações0 comentário
bottom of page